A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O Canoeiro

A viagem a Uruburetama, tão falada nesse blog, rendeu uma poesia, que esta mesma, rendeu uma música, em parceria com Thiago César, conhecido como Cabeça (vide blog ao lado). Uma poesia que fala sobre amor. Só isso.
P.s.: Essa aqui é a poesia, quando trasnformada em música, teve algumas pequenas modificações).

CANOEIRO (poesia)

Ah, se no amor
Fosse só amar.
Ah, se fosse
Simplesmente embarcar
Na maré do sentimento,
Um mar sem tormento
Pra se apreciar.

Mas o mar e o amor
São deveras traiçoeiros.
A marcação da vida
Cria uma espécia de bloqueio.
São diques de contenção,
Impedindo a navegação
Do canoeiro.

Não há nada que
Possamos fazer.
Quanto mais afoito for,
Mais fácil de se perder.
Sem nenhum tipo de regra,
Evitando qualquer sequela,
O importante é sobreviver.

Carlinhos Ribeiro
----------------------------------------

* Feriadozimmmmmmmmmm
* Nada demais, não!
----------------------------------------

www.aondeeuestavamesmo.blogspot.com
----------------------------------------

ESCUTANDO NO MOMENTO: Milhares de Sambas - Ana Carolina

Boa Sorte

3 comentários:

Thiago César disse...

eh o bom!
tu fez algumas pekenas modificações da primeira versão da poesia...

gravar qualquer dia ae, vah lah!
soh nao sei quando!
:P

Paulo Henrique disse...

Aaaah se fosse! Que os canoeiros encontrem ou construam uma resistente canoa. Ou não

A última estrofe te lembra um pouco, mesmo não te conhecendo muito. Tu já falou que que gosta de se sentir livre nos teus relacionamentos.

Ótima metáfora. Bem podia ser um capitão de um navio no mesmo mar, mas uma canoa é o que temos.

Marcella disse...

rapaz essa poesia disse simplesmente tudo..
"o importante é sobreviver"

olha se vcs gravarem essa poesia eu vo kerer ouvir mesmoooooooooooo!!!
ficou divina!

parabens pra tuh e pro thiago!!!