A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Perdoa, meu coração

Iniciando a nova série 'Músicas a espera de músicos', 'Perdoa, meu coração' é um samba-rock que eu até já gravei, porém, minha voz não é das mais apropriadas ao canto. Essa série terá um total de 6 letras de músicas minhas (Meu relógio estagnou; Menina danada; Aflição; Faça o favor e Quando meu coração parar). Espero que gostem.

Perdoa, meu coração


O travesseiro do meu quarto
Já não seca mais
O choro que engole

O som do meu quarto
Já não supera mais
Meu grito de dor enorme

O teto do meu quarto
Já não aguenta mais
Ser visto com seu nome

O espelho do meu quarto
Já não reflete mais
O sorriso de um homem

Eu sou seu, sou só seu (3x)
Eu sou seu,

Perdoa, me perdoa
perdoa, meu coração,
Me perdoa

Perdoa, me perdoa
Não me deixe na solidão
Me perdoa

Não me deixa assim
Não me deixa sem ti
Não me deixa insano
Amor, eu te amo tanto

Eu sou seu, Sou só seu (3x)
Eu sou seu,

Perdoa, me perdoa
perdoa, meu coração,
Me perdoa

Perdoa, me perdoa
Não me deixe na solidão
Me perdoa

(Refrão 2x)


CA Ribeiro Neto
------------------------------------

* Não aconselho muito, mas quem quiser ouvir a música, é só me pedir.
* Além das 6 músicas dessa série, existe outras letras minhas que não estão na série por já terem sido postadas aqui no blog, tais como Canoeiro; Pranto, um santo remédio; sempre o mesmo mar etc.
* Grupo Literário APPLE com novidades, interessados, por favor, perguntar-me.
* www.aondeeuestavamesmo.blogspot.com
------------------------------------

ESCUTANDO NO MOMENTO: Eu apenas queria que você soubesse - Gonzaguinha
Boa Sorte

8 comentários:

A moça da flor disse...

conheço essa música! cê me mandou
certa vez...
bueno...
como me pediu para ser sincera sempre
e também gosto de sê-lo, lá vai!

bom..
no geral gostei da música
e gostei até do arranjo, mas bueno... não gostei muito da forma como vc cantou. Acho que não se adequou bem ao arranjo.Sobre a letra... tem um bom encaixe. Talvez um pouco repetitiva em algumas partes,mas repetições necessárias.
Tava até pensando em gravá-la depois se me permitir, obvio.
quero ouvir as outras também.

beijos

Thiago César disse...

eh a nova essar!
gravando aki em casa...
projeto cidade, solidão e saudade, nao hein... hahai!
aflição eu axava massa!

Hermes disse...

Você até que me explicou sobre o samba rock e eu entendi melhor. Depois me mostra mais bandas do tipo para eu conhecer melhor. Como não sou expert em música não posso falar se combinou o teu jeito de cantar e tal, mas ao menos não acho que você cante ruim. A letra me lembrou um pouco as antigas serestas do começo do século XX, só que com a lingaguem de agora. Tirando as repetições, que antes não era tanto. Não sei porque, mas a parte que eu mais gostei foi a mais simples " Eu sou seu, sou só seu." adoro falar isso para a Emily. Mas será que é possível ser só de uma pessoa???
Ah, me explica esse verso ma:
O teto do meu quarto
Já não aguenta mais
Ser visto com seu nome

E toda vez que tu vai postar, tu ta ouvindo música é?
Abraço!

Gi disse...

Como se eu já não achasse difícil comentar poemas, você vem com uma música! ehehehe

Parece que o pessoal que comentou acima já a ouviu, né? Numa oportunidade quero ouvi-la tbm...

Hermes disse...

Sim, ela é mais inteligente que nós dois. E também concordo que ela vai desenvolver a escrita e que serei sustentado por ela. E a respeito do poema, não é parnasiana! Na verdade ela tem muito mais influência simbolísta, que é uma poesia metrificada, que presa pela rima e a sonoridade, mas nunca, nunca falaria de vazos e é totalmente simbólica e cheia de sinestesias. Respeita a mulher! Se ela fosse parnasiana daria certo não ahuahuaa.

Paulo Henrique Passos disse...

Ora, se não quero ouvir! quero sim. Não conheço esse estilo samba-rock, já ouvi falar, mas pelo "rock" deve ser legal.

Os versos ficaram só o filé.

E deixe quieto, que nessa semana eu posto.

Pedro Gurgel disse...

Perdôo não!
Canalha, cachorro,
Canastrão!

Me fizeste crua,
Quase nua,
Sou em quem vive a solidão!


=D

Esyath disse...

Carlos,

eu apreciaria muito escutar a música. É interessante sonorizar os versos. Eu tenho que escrever um rock que prometi ao meu primo... e seria interessante ouví-lo. - rs.
Nunca escrevi músicas. Será a primeira vez... - rs.
Mas o tema que você escolheu é sempre tocante... Muitas vezes tentamos pedir perdão, mas silenciamos... mas nem por isso deixamos de confrontar nossas dores no nosso reflexo, no nosso íntimo... nas nossas músicas... - rs.

Beijos (Des)conexos!