A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Poesia Para Minha Filha

Continuando com a apresentação de Zeca do Riacho, meu 1º pseudônimo, coloco uma poesia que "ele" fez para se entender de duas formas: ou para uma esposa(ou similar) ou para uma filha, quem escolhe o sentido é o leitor. Próxima semana, vem a Magali do Riacho.

.Poesia Para Minha Filha.


Porque você não me deixa estudar?
Fica aqui, na ponta da mesa...
O que eu mais quero é te criar
Mas é preciso mais destreza.

Te decepciono a cada dia
Não posso te dar o que mereces
O que te ofereço é minha valentia
Mas minha saudade, cada vez mais, cresce.

Não te sirvo de exemplo
Nem tão pouco de companhia
Mas o que, no meu coração tenho
Nem um gigante aguentaria

O que sinto é amor
Lhe quero muito bem, minha filha
Volte para casa, por favor
E vamos ter uma nova vida.


.Zeca do Riacho.
---------------------------------------------

* Tem novidade, não!

---------------------------------------------

ESCUTANDO NO MOMENTO: Samba que Rita à Dora - Seu Jorge - "Que até carvão e giz, teriam final feliz, na Africa do Sul"

PENSANDO NO MOMENTO: Queria saber cantar que nem esse bicho ae.

Boa Sorte

8 comentários:

Imcompreendida disse...

"Não te sirvo de exemplo
Nem tão pouco de companhia
Mas o que, no meu coração tenho
Nem um gigante aguentaria"

Nossa!!! O que é isso??? Muuuuuuuuuito lindo... acho que não escreveria nunca algo assim, tão verdadeiro, tão singelo e tão intenso ao mesmo tempo...
AH! E acho que nem interessa se pra filha, se pra esposa, tanto faz, depois dos versos acima...

beiiiiiiiiiiiiiiiiijo

Marcella disse...

era isso o que eu ia dizer!!!!!
essa parte foi a melhor...
naum querendo desmerecer todo o resto, é claruh...
mas pera que vou buscar a minha segunda parte preferida
kkkkk
:
te decepciono a cada dia nao posso e dar o que mereces o que te ofereço é minha valentia
minha saudade cada vez masi cresce


essa eh minha segunda prferida!!!
poiseh...
quem eh vc mesmo...?
euheuheuheuhe
estarei sempre por aki...
=*

Carlinhos Ribeiro disse...

Marcella,

Obrigado pelos elogios a minha poesia! Fico envaidecido por saber que já está é escolhendo estrofes prediletos!

Bem, quanto ao comentário que deixei no blog do Pedro, que deve ter sido o modo como chegou ao meu blog, digo que foi um grande mau entendido.
Eu e Pedro temos uma amiga em comum, chamada Marcella (também com dois "L") e quando vi seus comentários no blog dele, imaginei que fosse ela! Depois, falando com ela, descobri que não foi ela quem comentou lá...

Mas este incidente serviu para uma coisa: você conhecer meu blog! E se tiver um, coloca aqui que eu olho-o! E desculpa e seja bem vinda e boa sorte!

Thiago César disse...

eh o bom, carlim de voz grossa!

Imcompreendida disse...

Huuuuuuuuum... descobri não... mas, assim fiquei pensando que a filha poderia ser a poesia assim porque você diz: "tudo que eu quero é te criar"... mas tem algumas coisas que não bate, eu acho... sei lá... não conseguir viajar mais que isso... rsrsr

beiiiiiiiiiijo

Marcella disse...

Olhaí!!!!
Claro que depois do imprevisto eu tb tinha que aparecer, não é, Carlinhos?

Nossa!!!! O Zeca tem filha???

A poesia está a sua cara, singela, acolhedora e bela.

Um abraço apertado dessa amiga negligente.

beijos

Marcella disse...

rapaz jah dah pra fazer um clube...o pedro tbmme confundiu uam vez com uma amiga dele...acho que isso acontece bastante com a minha pessoa...
=p
naum tem problema naum querido..
vou ficar sempre por aki...afinal coisa boa eh difcil hj em dia neh...
que esse grande mau entenddido possa trazer poesias maravilhosas preu ler...

\o/
felicidades!!!!

Alhures disse...

Poesia pra todo aquele que faz parte de nós! Estou de volta. E vendo que o senhorzinho não pára! Que assim permaneça. Assim seja!
:****