A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Faça o favor

'Faça o favor' é um samba (quase que óbvio sambas vindo de mim) que fala de um homem que busca sua inocência diante de algo que ele afirma não ter feito, mas, como todos sabem, as mulheres quase sempre têm razão, e quando não têm, conquistam! Ela faz parte da série 'Músicas a espera de músicos', que acaba na próxima semana com uma poesia que nela contém os versos mais interessantes que já escrevi, na minha opinião (mas que não faz com que seja a poesia toda mais interessante).

Faça o Favor

Não tenho nada a declarar
Porque não sei nem o que fiz
Então faça o favor de explicar
A este pobre infeliz

Errado, sei que não tou
Mas não sou dono da razão
Então, faça o favor de explicar
Tamanha incompreensão

Tanto ódio, tanta fúria
Faça o favor de explicar
Porque ficar feito muda

Não fala nada, só lamúrias
Faça o favor de explicar
Motivo de tanta repulsa

CA Ribeiro Neto
--------------------------

* Princípio da Supremacia do Interesse Público sobre o Privado.
* Direito Ambiental.
* História do PSB.
* Tudo pesquisa que tenho que fazer...
* www.aondeeuestavamesmo.blogspot.com
--------------------------

ESCUTANDO NO MOMENTO: Maria Moita - Nara Leão - Programa Ensaio
Boa Sorte

9 comentários:

Imcompreendida disse...

No melhor estilo Noel Rosa, Carlinhos...

beiiiijo

Paulo Henrique Passos disse...

Cara, eu tinha esquecido de te responder a tua pergunta feita no meu blog. Foi mal. Mas a história, como tu perguntou, não tem nada de real não. Quanto ao deja vu, eu já tinha lido aquele texto no grupo.

Os versos me lembraram alguma coisa do Zeca do Riacho, a esperteza, melhor dizendo, a malandragem.

Marcella disse...

Acho que tow com a Fau, apesar de ser uma péssima pessoa pra falar de música.

Hei, gostei viu?
Manteve teu estilo.

Hei, tu tem mesmo a constituição?
:D

Abraços

PS.: Chamei a Quel para Domingo.

Thiago César disse...

coitado do cara oh, jah vivi situações semelhantes...

Gi disse...

ahahahaha

adorei isso!!
"as mulheres quase sempre têm razão, e quando não têm, conquistam! "

Hermes disse...

Não sei. Acho que só gostaria de ouvi-la. A música. A letra é normal mesmo. Enfim, não vou poder prolongar porque não tenho muito o que falar a respeito. Ao menos são textos inéditos.

Mehazael disse...

Vou ficar com o Hermes nessa aqui. Na verdade, gostei mais do texto introdutóio do que da música em si. Achei mediana. E tu já fez coisas tão legais. hehehe

Quero ver é essa poesia mais interessante. hehehe
Ó a expectativa, hein!

A moça da flor disse...

eu gostei!
tem uma boa sonoridade.
Fazer música tem disso... Poesia de música não é a mesma coisa de poesia sem fim musical. Porque se precisa adequar as sílabas pra que dê certo com uma melodia. Além disso, samba principalmente, tem esse jeito meio de conversa mesmo, de coisa do cotidiano.
posso quase ouvir-la.
Gosto de letras assim. Que só de ler já dá pra saber são músicas.
Beijos

Finalmente postei!
lá tem as devidas explicações pela ausência.
Xero n ôi!

Pedro Gurgel disse...

mermão, mah!

esse carlim, viu!

num perde tempo!!

sambinha de cafajeste, esse aí!