A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Sempre o mesmo mar

Essa poesia, foi uma das que mais gostei de fazer. Não sei bem porque, mas ela me deu uma satisfação muito grande por ter feita. Mas estou postando-a hoje, pois minha amiga Gabriela Benigno se identificou muito com essa poesia, então eu a doei para ela como presente de aniversário (04/04). Agora esta poesia passa a ser em homenagem a ela.

Sempre o Mesmo Mar

O meu mundo é um oceano
Onde não sei navegar
Não sei para que lado ir
Nem aonde vou chegar
Pra todo lado que olho
Vejo apenas o mesmo mar
Calmo ou revolto
É sempre ele quem está lá

Me vem sempre uma saudade
Das águas de outras bandas
Águas que as senti
Verdes de esperança
Recordando-me assim
De toda a confiança
Que já depositei
Na volta da maré mansa

Confesso que já pensei
Nas mil maneiras de partir
Frio, cansaço, insolação
Ou simplesmente desistir,
Mas já parei com isso
Pois já sei como agir:
Nadar e esperar o futuro
Que o meu mar decidir

Carlinhos Ribeiro
-----------------------------------------

* Deixei o eMeloDia, por questão de escolhas de vida...
* Estudando (e odiando) o Fordismo.
* Para quem, estava com saudade dos meus desabafos políticos, aguardem a próxima quinta-feira!
* Hahahahaha! Coitados dos políticos que estarão em minha mão!!!!
----------------------------------------

ESCUTANDO NO MOMENTO: Muita Luz - Martinho da Vila

PENSANDO NO MOMENTO: O Ford é um fela da gaita...

Boa Sorte

3 comentários:

Thiago César disse...

ford eh forda mermoh!
entendeu, entendeu?!

Imcompreendida disse...

Nossa!!! amei a poesia... já virei sua fã...

beiiiiiiiiiiiijo

aprópriaflor disse...

Linda a poesia.
Mais lindo ainda tu ter
doado pra tua amiga.
^^

bju.


Catarina.