A dança da alegria

A dança da alegria - CA Ribeiro Neto

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Toda a Minha Atenção

Encerrando a apresentação dos meus pseudônimos, mais uma de Wallace Lago. Essa poesia não atribuo a Magali do Riacho, mas a qualquer mulher que ele possa encontrar. Num ônibus, no cinema, no teatro, no meio da rua, na fila do banco, a qualquer momento ele pode se aproximar e lhe entregar um papel...

.Toda A Minha Atenção.


Eu só tenho esse papel
E meu tempo é curto
Mas preste muita atenção
Nesse pobre surdo-mudo
Que no exato instante
Que lhe viu de relance
Se desligou de tudo

Só me restou a visão
E se você quiser, o tato.
Já perdi a locomoção
Por isso esse tempo todo parado.
Perdi toda a razão
O que serve de explicação
Pra esse poema improvisado.

Me tire desta situação
Pois não escuto mais nada.
Esse meu problema de audição
Veio junto com a sua chegada
Porque toda a minha atenção
Foi desviada para uma única razão:
Simplesmente olhá-la.

Não adianta lutarmos
Contra o destino
Estou incapacitado
De dizer-lhe o que sinto
Vou continuar calado
Esperando o chamado
Da sua voz de sino.


.Wallace Lago.
(Carlinhos Guto Ribeiro)


-------------------------------------------------
* Pessoal, tou pensando em emprego, alguém tem alguma idéia?
* Férias daqui a um mês fechado...
* Tem mais nada não!
-------------------------------------------------

www.aondeeuestavamesmo.blogspot.com

ESCUTANDO NO MOMENTO: Bobagem - Céu
Minha beleza não é efêmera
Como o que eu vejo
Em bancas por aí
Minha natureza
É mais que estampa
É um belo samba
Que ainda está por vir...

Boa Sorte

4 comentários:

Thiago César disse...

esse wallace lago eh muiteh keixudo viu!
:p

Marcella disse...

Imagina uma mulher carente ouvindo isso...

Hummmm

Essa eu gostei bem mais do que da outra.
^^

Perigoso...
:p

beijos, moço

Marcella disse...

rapazzzzzzzzzzzzz
esse wallace eh o proprio don juan ..
nem precisa tah carente pra cair nisso naum...

bsta parar e ouvir..
carlin carlin...


=p

bjaum

Imcompreendida disse...

Pilantraaaaa, esse Wallace, espero não cruzar com ele por aí... Mas, você já pensou que isso daria uma novela, tragicomica??? rsrrs tipo você podia fazer um livro que só desse umas dicas sobre os personagens e os locais - tipo um roteiro... e deixaria os poemas contarem o resto da história... seria interessante, diferente...
P.S.: Vc gostou das máximas??? escrevo muito assim, tem assuntos que não consigo desenvolver em texto grande, aí sai assim...

Um abraço,